Conheça os Custos do Financiamento Imobiliário.





Existem custos específicos para liberação da carta de crédito, que você precisa conhecer. Veja todos os detalhes neste artigo do Imóvel e Dicas.   







O financiamento imobiliário é uma linha de crédito exclusiva para clientes Pessoa Física ou Jurídica, com a finalidade de aquisição de um imóvel novo ou usado sendo residencial ou comercial.

Ideal para pessoas que querem sair do aluguel, comprar o primeiro imóvel ou mudar de residência. Esses e outros motivos que tornam o financiamento imobiliário a linha de crédito com maior desempenho e alcance de clientes no Brasil, ultrapassando o crédito pessoal e automotivo. 

Veja a seguir os custos para obtenção de sua carta de crédito:

1. Tarifa de Avaliação de Bens Recebidos em Garantia:

A tarifa obrigatória para inicio do financiamento imobiliário está regulamentada pelo BACEN e é cobrada do cliente para avaliação do imóvel recebido em garantia. O valor está publicado no tarifário dos bancos. O valor será debitado da conta corrente informada e preenchida pelo cliente no formulário ou poderá ser incorporado junto ao financiamento (Pesquise neste link os Valores).

2. Tarifa de Administração de Contratos (TAC):

Tarifa de administração do financiamento conforme previsão nas resoluções do BACEN. Essa tarifa está inclusa nas parcelas do cliente desde a 1ª prestação.

3. IOF (Imposto sobre Operações Financeiras):

Imposto pago na contratação de Financiamento Imobiliário de Imóveis não residenciais, adquirido por Pessoa Física e/ou Pessoa Jurídica.




O valor do imposto varia de acordo com o tipo de Pessoa, acrescida da alíquota adicional de 0,38%. 







O valor correspondente não pode ser financiado e deve ser cobrado por débito em conta corrente, ao final do processo de análise na formalização PF/PJ. Devido ao Decreto 8.392/15 publicado no Diário Oficial no dia 22/01/2015, foi determinado o aumento da alíquota diária do IOF em operações de crédito imobiliário realizadas por pessoas físicas de 0,0041% para 0,0082%.

4. Custos Cartorários:

Valor cobrado pelo Serviço de Registro de Imóveis para formalização da garantia de alienação fiduciária na matrícula do imóvel e registro do contrato. Varia de acordo cada cartório. 

5. ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis):

Esse imposto deverá ser pago ao governo municipal (na prefeitura) e é calculado sobre o valor de avaliação do imóvel, viabilizando a transferência de propriedade ao comprador. Os custos, Tarifa de Avaliação de Bens Recebidos em Garantia, Cartorários e ITBI, podem ser incorporados no valor financiado. 

As custas cartorárias e ITBI, podem ser incorporadas entre 0% e 5% sobre o valor de avaliação do imóvel. Esse valor será depositado na mesma conta corrente em que será realizado o débito das parcelas mensais do financiamento após o registro do contrato.

Serviços:




Fonte de Consulta: Blog da Credipronto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Nome e Email ao final da Mensagem, caso deseje alguma informação específica.

Atenciosamente.

Imóvel e Dicas.
www.imoveledicas.com